Publicado em

Treino Certo!

Se queres saber o treino certo para ti estás no post certo!

A problemática do treino certo para cada corredor faz correr 😉  muita tinta ou muitas letras. O número de horas, as séries, os intervalos, o treino no ginásio enfim um sem número de elementos que são necessários ter em conta e que levam muitos a desistir da corrida. 

Sim, o melhor plano de treino não vale de nada se não se tiver Persistência e Espírito de Sacrifício e muito Rigor. Isto é o que todos os dias ou pelo menos ao fim de semana se vê em quase todos os posts de Facebook ou Instagram. Todas as pessoas, pelo menos os posts que vou lendo, não referem que têm o melhor plano de treino de corrida ou o melhor plano de treino de Trail, mas referem que o resultado alcançado é o fruto de muito trabalho, Sacrifício e Rigor.

A pergunta que faço sempre é: O que é ter Persistência, Espírito de Sacrifício e Rigor num plano de Treino de Corrida ou de Trail?

Quando vejo um Hélio Fumo, Tiago Ferreira (BTT, sim também gosto…), François D’hanae, Carlos Sá, Ester Alves, entre muitos outros,  a obterem os resultados que têm e falarem dos processos para chegarem a esses resultados percebo o significado da Persistência, Espírito de Sacrifício e Rigor. Todos eles referem que quando falha um destes elementos o seu plano de treino vai por água abaixo.

Claro que a este nível estes três pilares têm um significado muito forte e implicam muitas horas de treino. Para estes atletas estamos a falar do melhor plano de treino possível, desenhado ao pormenor e à sua imagem e semelhança. Todo o plano de treino é pensado para explorar e por “cá para fora” o melhor do atleta, para que no dia da prova o corpo e mente (talvez até mais a mente) esteja preparada para a prova que tem pela frente. Digo talvez a mente porque não é raro o comentário “hoje a cabeça não estava na prova, o chip não estava ligado e tive de desistir”. Muitas vezes no dia da prova o corpo está preparado mas a cabeça simplesmente não está lá.

Portanto, a Persistência, o Espírito de Sacrifício e o Rigor são postos à prova no dia da prova ;), durante a prova é preciso persistência para continuar mesmo quando está frio, ou calor ou o terreno não é favorável, da mesma forma que temos de ter espírito de sacrifício para aguentar as baixas temperaturas, a fome, a subida interminável, a dor muscular e o Rigor para completar a prova com que nos comprometemos.

E eu e tu onde é que ficamos nisto?

Se olharmos às provas um pouco por todo o lado, sejam de corrida ou de trail, temos sempre várias centenas de corredores e mesmo alguns milhares em muitas delas. Será que todos seguem estes três pilares de treino?

Diria que apenas 10 a 20% dos corredores dessas provas estará a um nível equiparado a profissional, sendo que em provas de maior renome este valor é muito mais elevado. Ou seja, quanto maior a dureza da prova mais este valor aumenta sendo em algumas na ordem dos 100% tal é a “dureza” da prova.

Mas então o que é o Plano de treino ideal e onde ficam os pilares do treino para nós que estamos nos outros 90%?

Claro que podemos dizer que estes 90% não seguem os três pilares pois a persistência, espírito de sacrifício e rigor parece muito baixo quando comparado com os “profissionais”. 

Estes corredores, nos quais me incluo, têm planos de treino desenhados por um amigo, tirados da net, desenhados por eles próprios ou mesmo sem plano de treino ou mesmo desenhados com muito rigor mas que nem sempre é possível de seguir à risca…

Mas afinal o problema é do plano de treino ou dos três pilares?

Acompanho muitos grupos de Atletismo, Trail e OCR e todos falam directa ou indirectamente destes pilares.

Portanto, os três pilares parece que estão no seu modo de vida.

Mas como? Dadas as nossas vidas profissionais (sim temos de trabalhar…) o tempo de que dispomos para o treino é muito pouco, quando comparado com os referidos profissionais. Atrevo-me a dizer que muitas vezes simplesmente achamos que não temos tempo suficiente para um plano de treino mínimo que seja.

No entanto, se olharmos a questão de outra perspectiva verificamos que apesar de não conseguirmos muitas vezes treinar todos os dias temos o nosso treino definido como uma, duas vezes por semana e/ou eventualmente uma saída sempre ao fim de semana e conseguimos contra tudo e contra todos ou pelo menos fazendo muito esforço garantir que com muito rigor, persistência e paciência temos um mínimo de treino que nos dá a FELICIDADE de podermos correr ao fim de semana numa qualquer Prova e sentirmo-nos PREENCHIDOS quando cruzamos da meta. 

Claro que o tempo que fazemos não importa, acima de tudo ficamos preenchidos pelo facto de termos chegado ao fim, termos alcançado mais um objetivo no nosso plano de treinos, de termos garantido o objectivo com a persistência de treinar poucas vezes. Mas continuas a ter de garantir que uns dias meia-hora outros dias de uma hora ou um treino mais funcional nos dá a garantia de mais um dia de felicidade.

Portanto olhando isso como uma questão de escala também nós somos assentamos o nosso treino nos mesmos três pilares, temos que garantir algum rigor, persistência e paciência para que o plano resulte. No primeiro treino só consigo fazer 1 km depois 5 depois 10 e mais à frente já estamos preocupados em baixar dos 6 ou 7 minutos por quilómetro para os cinco e eventualmente que passe mais à frente para os quatro e quem sabe sair destes 90% e passar para o outro grupo dos 10 ou 20% pessoas que estão numa linha mais profissional.

O interessante destes três pilares é que apesar de não sermos profissionais, longe disso, todos nós os adaptamos à nossa disponibilidade e capacidade/desejo de comprometimento com a modalidade.

Todos nós temos de ter Rigor, Persistência e Paciência, sem isto, seja o objectivo apenas correr com os amigos ou atingir um resultado melhor nada iremos conseguir.

Portanto, afinal também nós treinamos com afinco sobre estes três pilares! Também nós temos o nosso Rigor, Persistência e Paciência como lema dos nossos treinos, apenas o fazemos na nossa conta e medida!

Bons treinos com mais ou menos afinco nos três pilares!

Não hesites em deixar o teu comentário abaixo ou envia-nos um email.

Autor: Pó e Lama

Monte acima monte abaixo!